quarta-feira, 23 de dezembro de 2009

Aos novos tempos


Minha última postagem do ano 09, a primeira década de 2000 chegando ao fim, 2012 se aproximando.....

Será que as profecias maias estão certa ou a interpretação delas é que está errada? Ainda não assisti o filme "2012", mas como o diretor é o mesmo de Independence Day, já dá pra imaginar aquela coisa americanóide, os EUA salvando o mundo....na vida real, eles, junto com os chineses, tem sido os primeiros a dar para trás com relação às atitudes que podem minimizar as mudanças climáticas, haja visto o fracasso das negociações em Copenhagen! Não acompanhei de perto, mas pelo menos as manifestações populares foram importantes! É dificíl para quem tem muito se desapegar, já falava Jesus da dificuldade dos ricos em "entrar no céu", ou seja, ter paz de espírito, devido, é claro, ao apego às coisas materiais.....Mas sou otimista, acredito que a consciência da humanidade está evoluindo! Não sei se a tempo de nos salvar de nós mesmos, mas enfim, é notório o despertar espiritual em todas as áreas da ciência. É claro que ainda há muita resistência com relação às coisas do espírito, mas a física quântica está aí para provar que o que Buda e os outros mestres ensinavam começa a fazer sentido aos olhos da racionalidade.

Falando nisso, quero aproveitar e recomendar um livro que li recentemente: "A Biologia da Crença", de Bruce Lipton, doutorado em biologia celular. Ele explica novas descobertas sobre o funcionamento das células, e sobre a "consciência" das células, de que não somos escravos da genética e do DNA e que o ambiente é decisivo no funcionamento delas. Faz a gente refletir sobre o ambiente que estamos criando para nós mesmos no planeta....

Enfim, continuaremos plantando sementes de amor em 2010, e torcendo que para que a consciência planetária aumente, e se em 2012 tiver que ter uma "varredura", que seja pro bem da Mama Gaya!! Paz!!

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

É isso aí


"É isso aí", "chegou o momento", "agora ou nunca"......não sei ao certo qual o melhor termo para traduzir "This is it", mas mesmo assim recomendo o filme com os últimos ensaios do Rei do Pop, uma verdadeira aula em todos os sentidos! Aula de música e principalmente dança, aula de profissionalismo, aula de humildade, e ainda uma mensagem de amor e de respeito à natureza!!
Pena que o show não aconteceu, deve ter sido bem frustrante para todos os músicos, dançarinos e equipe técnica envolvida, mas pelo menos foi tudo bem registrado e virou esse filme, que sacia um pouco da vontade de ver Michael de novo em cena, quanto talento!!
Por trás dos bastidores havia muita coisa acontecendo que a gente não imagina, pressão de empresários, da gravadora, dívidas, e remédios para aliviar a dor física, tudo isso consumindo o artista, mas o grande artista, na hora do vamos ver, se entrega de alma, concentra toda a sua energia e foco em sua apresentação, e deixa todo lado podre da indústria do entretenimento para trás! Em vários momentos Michael diz que não deveria estar cantando daquele jeito, deveria estar poupando a voz nos ensaios, mas não tem jeito, na hora que ele começa sua performance, ele não consegue deixar de dar tudo de si! Uma verdadeira inspiração para qualquer artista!!
E como Buda já dizia, tudo passa, então não devemos estar apegados ao que é impermanente....Michael se foi, não adianta chorar, mas deixou uma obra incrível e deixou uma mensagem de amor muito bonita com esse filme, obrigado MJ!

domingo, 4 de outubro de 2009

Descobrindo o segredo da PAZ


Outubro, finalmente...espero que seja melhor, porque como foi de se esperar, setembro foi um mês punk....dizem que agosto é o mês do azar, mas acho que o efeito chega com certo retardo, um mês depois..... mas o melhor de tudo é quando aprendermos a não deixar os acontecimentos do mundo exterior afetar a paz do nosso mundo interior! Esse é o segredo da felicidade, segundo os mestres budistas! Só que é necessário muito treino para mudar nossa forma de pensar.....a boa notícia é que com o treinamento, isso é possível! No livro "A Alegria de Viver", o mestre Mingyur Rinpoche diz que em pesquisas recentes de neurocientistas, ficou comprovado a plasticidade do cérebro, a capacidade de formar novas conexões neuronais e abandonar as antigas. Para isso, é necessário a repetição, assim como quando estamos treinando a técnica na guitarra, ou em qualquer outro instrumento - esse é o segredo da velocidade, segundo Zakk Wylde, guitarrista do Ozzy Osbourne e do Black Label Society! O segredo é a REPETIÇÃO!!
Segue alguns trechos interessantes, na conclusão do livro:
"De certa forma, permitir sermos controlados por nossas aflições mentais é um 'trabalho interno'"
"tentar nos livrar por meio de algum tipo de recurso externo só faz com que as prisões se tornem ainda mais fortificadas e apertadas"
"há dois tipos de felicidade: a temporária e a permanente. A felicidade temporária é como uma aspirina para a mente, proporciona algumas horas de alívio da dor emocional. A felicidade permanente vem do tratamento das causas que fundamentam o sofrimento."
"Geneticamente, parece que os humanos são programados para procurar estados temporários de felicidade, em vez de características duradouras. Comer, beber, fazer amor e outras atividades liberam hormônios que produzem sensações físicas e psicológicas de bem-estar. O prazer que sentimos com essas atividades é transitório por determinação genética. Em termos estritamente biológicos, o impulso de sobrevivência nos conduz com mais força na direção da infelicidade do que da felicidade."
"A boa notícia é que podemos treinar a nós mesmos para reconhecer, aceitar e repousar em uma experiência mais duradoura de paz e contentamento."
BOM TREINO PARA TODOS, REPETIÇÃO PRA DENTRO DA CABEÇA!!!

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Ego, mente, medo e amor


Recebi hoje um e-mail de um grupo de Yoga do qual faço parte, e achei o texto muito bom, além de estar de acordo com vários mestres espirituais que já li, como Eckhart Tolle, Osho, Buda, e tantos outros..... e como esse texto tem a ver com as coisas que escrevo no meu blog, e como hoje em dia temos essa ferramenta que é o Ctrl C + Ctrl V, resolvi reproduzir aqui na íntegra.
O autor do texto, segundo esse -email, chama-se HENRIQUE BRAUN.
"Ego, mente, medo e amor.
Primeiramente vamos limitar conceitualmente mente e ego, como são palavras que podem ter uma vasta gama de significados e atribuições, manterei a discussão ao redor dessas perspectivas. A mente é a capacidade de imaginar, de desenvolver um raciocínio. Já o EGO é a nossa interface de comunicação com a matéria, no entanto, nos referiremos aqui à sua parte limitada, a parte mais superficial do indivíduo, um falso-eu que sob uma ilusão mental, se confunde com o EU verdadeiro.
Só existem dois sentimentos, o medo e o amor.
As atitudes humanas são diariamente guiadas por essa dualidade. O medo de perder, de parecer inferior, de permitir-se, do que pensarão de você, das coisas não acontecerem como você espera. O medo é o mecanismo que a tua MENTE usa para proteger o teu EGO limitado.
O Ego surge quando o EU percebe o TU e se auto-afirma como individual. Dessa relação, o ser se percebe ilusoriamente separado da totalidade e desvia sua atenção para o EGO, agindo de modo a proteger essa construção fictícia de separatividade dado o medo de perder sua identidade no meio do todo.
O EGO precisa se auto afirmar para poder existir. A necessidade de se auto-afirmar do EGO surge durante a infância, quando nossos pais falam que somos os mais bonitos, quando na escola os que tiram as notas mais altas são considerados os melhores, quando olhamos na televisão padrões estéticos e nos vemos obrigados a segui-los porque aquilo culturalmente é considerado bonito. O EGO LIMITADO surge da comparatividade, do hábito que nos é cultivado que se existe um grupo, devemos ser o melhor dentro daquele grupo. Não é que nossos pais sejam maléficos, apenas tentaram fazer a coisa certa do modo errado. Se os pais soubessem isto, certamente iriam mudar completamente seu modo de educar os filhos.
O papel deturpado da mente é criar uma resistência ao momento presente, ou lamentando o acontecimento passado, ou criando uma expectativa do futuro. A mente nos engana porque fantasia um cenário que nos faz pensar que alimentando nosso ego, determinada expectativa irá ocorrer, ou então remói o passado tentando entender porque certo evento ocorreu.
Acontece que a mente não é ruim como muitos dizem, ela é o instrumento de percepção do mundo, da dualidade, da luz e da sombra, é ela que nos move rumo à algum lugar. Porém, hoje a usamos de maneira incorreta e exagerada, com pensamentos que nos assaltam a todo momento.


O cosmos, com seus astros, mantém uma relação de força onde cada elemento exerce uma relação de forma no conjunto. Cada astro tem um papel importante na harmonia de um organismo total que é a CRIAÇÃO. Um membro, um órgão, uma célula do seu corpo, por mais que tenham funções diferentes, são partes de um mesmo organismo que funciona conjuntamente a favor de um propósito único, a VIDA. Analogamente, a sabedoria do cosmos encontra-se dentro dos homens, e por mais que ainda muitos não saibam disso, cada um é parte de uma grande teia inter-relacional com um propósito divino. Consegues perceber qual é esse propósito? Percebes o quão insignificante é teu ego diante da complexidade divina que fazes parte? Agora é a hora de parar de afirmar sua grandeza e perceber sua grandiosidade.O amor, é o ser real que habita dentro de todos nós, a luz que guia no meio da escuridão. É ela que é a voz que dita baixinho à nossa consciência o caminho correto a ser seguido. Invariavelmentement e o amor existe em ti, ele é a energia que nos liga à divindade, que grita quando há o silencio.O amor é o caminho rumo a glória excelsa do êxtase infinito, é permanecer imune à doença física e mental, é manter-se estático no meio do turbilhão da rotina diária, é estar acima de qualquer sentimento de dor, sofrimento e desapontamento, é vivenciar continuamente uma alegria que vem do ínfimo do ser.Todavia, o amor não pode florescer num jardim cheio de ervas daninhas. É preciso se desvencilhar dos véus da ilusão, do ego, construir diariamente uma postura de retidão, preenchendo cada falha que ainda existe em sua personalidade. Assumir a responsabilidade de crescer interiormente e dizer: sim, eu posso; sim eu faço; este é meu objetivo e eu vou concluí-lo. Se permitir errar, e aprender com esses erros. Já dizia um antigo ditado: O burro nunca aprende, o inteligente aprende com os seus próprios erros e o sábio aprende com os erros dos outros. A senda espiritual é trilhada no caminho interno, no dia-a-dia. Uma vez assumido o compromisso de se trabalhar sinceramente, sem se analisar a partir do ponto de vista do seu ego, as falhas surgirão. Pode ser que doa, pode ser que dê vontade de desistir, mas é nesse momento que o salto ocorre. Quando o defeito é percebido e perdoado ele é transmutado numa incrível energia positiva de motivação e alegria. Perceberás o quão prazeroso é, depois de já ter se trabalhado há algum tempo, olhar para trás e verificar que chegaste em um estágio que se quer acreditava que existia.Nesta senda, o principal exercício é aquietar a mente para então poder desprender as correntes do ego e para todas as qualidades poderem se elevar. O alcance do aperfeiçoamento do caráter está além da superficialidade das aparências. Conquistarás seus objetivos com maior facilidade, se tornarás um imã que atrairá pessoas que irão enriquecer a sua vida, buscadores como tu; seus relacionamentos amorosos se desdobrarão com muito mais facilidade, com mais transparência. Os benefícios são inumeráveis.
Talvez você esteja se perguntando: me parece que está tudo bem. Estou satisfeito comigo mesmo e não vejo motivos de mudar nada. Primeiramente, o ser que você é, sua alma, já sabe de tudo o que é necessário saber. Nós não encarnamos nesse planeta no intuito de aprender, mas sim de experienciar a idéia de Deus na matéria, de nos recordarmos da nossa essência divinal. Dessa maneira, todas as qualidades que todos nós consideramos como sendo o ideal, a determinação, a alegria, a organização, o centramento, a disciplina, a calma, a sinceridade, a generosidade, já estão presentes dentro de nós; mas nem sempre se manifestam porque estamos tão envolvidos nos processos mentais egóicos que não há espaço para o amor, que é a essência de todas elas, transparecer.
Pode parecer que tudo esteja ocorrendo bem, mas o que queres ser: uma pedra ou uma águia? Quão alto queres voar? Na normalidade de nossa vida nossos padrões de comportamento repetitivos já estão tão internalizados que por vezes não percebemos o alcance de nossas atitudes. Quantas vezes já percebestes uma pessoa responder à determinada situação de forma repetitiva e você julgar essa atitude incorreta, absurda? Quantas vezes já agiste de determinada maneira com um intuito positivo, mas fazendo da maneira errada e só depois percebestes o que fizeste?O objetivo de trabalhar tuas atitudes é manter-se sempre em estado de bem-aventuranç a, não deixando que nenhum fenômeno externo abale esse estado. O caminho para isto é se abster da atividade mental exagerada e instalar o amor, o perdão, a humildade, a compaixão, a compreensão no exato momento que algum pensamento negativo vier assaltar a tua mente. Lembre-se, você não é sua mente, não se identifique com ela, não ache que você é seus pensamentos e não se puna pelo que pensa. “Penso logo existo”, NÃO VALE MAIS. Aposto que você já sentiu alguma mágoa. A mágoa nada mais é que a identificação com algo externo a você que no seu julgamento você o considera como ruim. É a identificação com o evento. É uma resistência ao que É. Instale em você a partir de hoje o pensamento: SOMENTE O PRESENTE EXISTE, ACEITO O QUE É E ME ENTREGO TOTALMENTE A ELE. Toda vez que sentir seu coração magoado, evoque este pensamento, compreenda que remoer a mágoa na mente não mudará a situação e só trará mais sofrimento. Quando se sentir te magoar, perdoe. O primeiro passo para superar a mágoa é não guardar o rancor, o segundo é perdoar, e o terceiro é compreender. Depois de ter praticado inúmeras vezes o exercício do perdão, você será incapaz de se magoar, pois irá perceber que a pessoa que tentou provocar aquele estado, o fez inconscientemente, agindo para afirmar seu ego, o que ilusoriamente considera correto. Você não irá se magoar, apenas compreender. Aquele que sofre a mágoa perdoa, aquele que não a sofre, apenas compreende. Aceite, entregue-se ao que as coisas são, pois apenas isso existe na sua dimensão, o que é.


A maldade como princípio não existe. Ninguém é motivado a agir de forma má apenas por ser uma pessoa má. Pessoas agem de forma considerada maléfica porque estão tão envolvidas em seus processos mentais egóicos, que esta miragem os faz acreditam que agindo de determinada maneira estão se beneficiando e serão felizes com isso. Todas as pessoas buscam a felicidade e algumas delas acreditam que essa felicidade está em satisfazer o ego, e aí agem como agem. Na verdade ações de não-amor são ações que buscam o mesmo fim das ações baseadas no amor, mas que usam meios ilusórios que nunca satisfarão quem as faz e que causam apenas mais infelicidade. É a ilusão do cavalo que corre porque o cavaleiro coloca uma cenoura pendurada na sua frente, ele correrá até ficar exausto, mas nunca alcançará a cenoura. Não julgue quem não pratica atos de não-amor, compreenda que apenas os pratica porque é vítima de sua própria ilusão .
Imagine a seguinte situação: você sai de casa atrasado para o serviço, pega seu carro e começa a andar acelerado para seu chefe não brigar com você. A pista tem duas faixas e na frente tem um carro fazendo várias manobras inadequadas, andando lentamente e atrapalhando o trânsito. Você grita, chinga, fica bravo porque aquela pessoa não tem noção do transtorno que está causando. Porém quando você vai ultrapassá-lo, percebe que no vidro lateral tem um adesivo de deficiente, e aí, você compreende e rapidamente aquela raiva que te dominou, não existe mais.
Consegue perceber a idéia?
A princípio, você fez um pré-julgamento da pessoa baseado na SUA compreensão do trânsito, na SUA habilidade. Esse processo mental de julgar, te deixou indignado, irado – como pode alguém não ter noção de trânsito (a noção de trânsito era a SUA noção de trânsito) – só que quando você viu o adesivo de deficiente, percebeu que ele tinha um motivo, uma limitação que o fazia dirigir de tal maneira, então você compreendeu que ele poderia agir de tal maneira pela sua condição. Ou seja, sua mente criou uma distorção da realidade para satisfazer o seu EGO. Quase todos temos um adesivo de deficiente, assim não podemos julgar, nem nos deixar afetar por isso, porque existe uma razão para que tal pessoa agiu de uma maneira, e é a compreensão que ela tem de determinado assunto que vai definir o modo que vai agir, ela o faz com a sua compreensão que aquela maneira é o correto. Quando sua mente começar a agir para afirmar seu ego, apenas observe esse pensamento, não se envolva, esteja consciente de si, dos seus pensamentos, pare imediatamente de viver no piloto automático. Perceba que você é um ser completo, que não precisa de nada, e que teu eu inferior é ridiculamente pequeno perante o que VOCÊ realmente É.
Seja amor, respire amor, transpire amor, espalhe amor.Namastê"

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Sob pressão!


Já estamos no mês de setembro, mês do famoso atentado terrorista, da quebra da bolsa, e da morte de Jimi. Acabei de ler pela 2º vez a biografia dele escrita pela Sharon Lawrence, e aí fiquei curioso a respeito do remédio para dormir chamado Vesperax. Fui pesquisar na internet, e eis que me deparei com esse blog afirmando que Hendrix realmente foi assassinado - http://blogs.myspace.com/index.cfm?fuseaction=blog.view&friendId=138310048&blogId=368930534
Um tanto quanto sinistro esse texto, porque confirma que Michael Jeffrey realmente tinha ligações com a CIA e com a Máfia, e várias pessoas que conheciam Jimi já previam que algo de ruim estava para acontecer... o mais estranho é ver que várias pessoas que tinham alguma ligação forte com ele também morreram sob condições suspeitas. O próprio Jeffrey morreu em 1973 num acidente de avião....acho melhor eu parar de escrever sobre isso, vou acabar sendo o próximo....
Enquanto isso, aqui em setembro de 2009, a morte de Michael Jackson também não foi esclarecida. Mas podemos ver várias semelhanças entre os dois:
- suspeita de overdose de tranquilizantes, pois vinham sofrendo muitas pressões, de empresários, gravadoras, advogados, processos......
- os dois sairam de uma infância pobre, conquistaram o estrelato e a fama devido ao incrível talento, mas não conseguiram a paz de espírito, e não tinham uma estrutura familiar que pudesse dar apoio.... e às vezes a própria famíla acaba sendo um dos piores sangue-suga....
Vai fazer sucesso pra você ver o que é bom pra tosse!!!

quinta-feira, 13 de agosto de 2009






Mais um grande deixou hoje o plano material e volta a ser apenas espírito - mas esse daí viveu bastante nessa atual encarnação, 94 anos intensos! E realizou bastante, nós músicos devemos muito às suas invenções de estúdio, e nós guitarristas mais ainda pela guitarra elétrica!! Não é à toa que a Gibson batizou sua mais nobre guitarra no seu nome: LES PAUL!!!!! Eternizado com certeza!!


Será que ele não era o pai de todos? Repare a felicidade do Jimmy Page e Jeff Beck nessa foto com seu ídolo!!


Esse blog aqui pelo visto tá obcecado com o assunto "morte"...mas a idéia não é ser mórbido, através da morte a gente aprende a dar valor à vida, a cada momento, que seja mágico enquanto dure!!!


Em falar em morte, hoje recebi um e-mail que lista 50 razões porque Michael Jackson não morreu e forjou sua própria morte com um sósia!! Entre as razões citadas, listarei algumas:



1. Há anos ele vinha passando longos períodos no Barein demonstrando sua intenção de fixar residência no país.
2. Ele estava ótimo e ensaiando 3 dias antes da “morte”.
3. A ambulância dos bombeiros demorou quase uma hora para remover o “corpo” de sua casa para o hospital, mesmo sabendo que nenhum procedimento mais complexo poderia ser feito na residência.
4. O médico dele ficou desaparecido por dois dias após o “anúncio” da morte.
5. Caixão fechado (nem o caixão do Papa ficou fechado o tempo todo)
6. Ninguém da família chorava de verdade. Nem conseguiam fingir, inclusive a filha pequena – obrigada a dizer alguma coisa;
7. Dívidas monumentais (Michael Jackson acumulava US 500 milhões em dívidas).
8. As máscaras, de uso constante, serviam para preparar o sósia que estava doente e em estado terminal, enquanto Michael cuidava de providenciar um novo rosto, para viver anônimo daqui por diante.
11. Ninguem sabe pra onde seu corpo foi levado após o memorial.
12. Os médicos não falam a causa da morte.
14. Um médico particular que abandona a própria carreira para se dedicar a um único paciente, justamente na hora mais crucial não acompanha seu “único” paciente ao hospital?
15. Michael costumava se disfarçar, ultimamente chegou a ir ao Oriente Médio disfarçado de mulher para fazer compras.
16. A demora no resultado da autópsia, nem no IML do Rio onde tudo funciona a carvão… é tão difícil reconhecer uma overdose?
17. Após a cerimonia a família “enlutada” foi “comemorar” num restaurante badalado.
19. Deixa um testamento em um fundo que o empresário e sócio administram. (Michael Jackson: Mãe não vai administrar bens)
20. Nos EUA existe uma lei que se tentarem te matar duas ou três vezes você pode mudar sua identidade e até forjar a própria morte.
22. Por que alguém que não faz shows desde 2006 teria uma turnê marcada, coincidentemente, para cerca de uma semana depois de sua morte?



E por aí vai....mas concordo com meu primo: Michael Jackson mesmo já morreu há muito mais tempo, quando deixou de ser negro para querer virar branco!! Engraçado que sua música também perdeu aquele balanço da Black Music da época do produtor Quincy Jones ou até mesmo dos Jackson 5, e para mim virou um som meio pasteurizado....


Boa época em que ele só queria ser o próximo James Brown....viva James Brown, obrigado Les Paul!!!


terça-feira, 28 de julho de 2009


O Brasil virou o país das duplas - sertanejas, ou como dizem alguns, das duplas "românticas". Surge agora em Brasília a 1º dupla Rock n' roll. É claro que com muito balanço brasileiro e muito"soul".

video

quarta-feira, 15 de julho de 2009

Um artista de muito talento!


Esperei alguns dias para escrever sobre a morte de Michael Jackson, pois a mídia já fez tanto barulho a respeito.... fiquei triste quando soube da notícia, lembro quando tinha 11 anos - curti demais o álbum Thriller!! Mesmo mais novo eu já curtia as músicas do "Off the Wall" e até mesmo do Jackson 5, que tenho uma vaga lembrança de ter visto quando tocaram no Ginásio aqui em Brasília no começo da década de 70. Quanto talento!!!
Depois do Thriller parei de curtir - é engraçado como a medida que Michael foi ficando branco, suas músicas também foram ficando sem graça, sem sal, foram perdendo o suíngue "black" e ficando "plastificadas". E como ele foi ficando horrível fisicamente.... mas não quero ficar julgando aqui a sua pessoa, todos sabem que ele foi praticamente escravizado desde criança, para não dizer abusado. Imagina como tanto dinheiro e fama já podem deixar a cabeça de qualquer um meio bagunçada, ainda mais alguém que não teve infância, etc, etc...
Tá aí a diferença entre ele e Madonna: ela acabou enveredando por um caminho espiritual, e com isso ficou mais forte e não deixou toda a loucura do sucesso consumí-la. Coisa difícil numa sociedade tão materialista e ligada ao dinheiro com a americana...
Mas morre o artista e fica sua obra, mais eternizada do que nunca!! Nós artistas somos descartáveis, como todos os seres humanos, mas a música não morre nunca, isso é uma coisa bacana de ser músico, somos um veículo da Arte!!
Então fica aqui um agradecimento ao Michael e à obra que ele deixou e desejamos de coração que os guias de luz o ajudem nessa passagem e que ele esteja mais em paz do que quando estava aqui na Terra! Rest in Peace, man!!!

terça-feira, 2 de junho de 2009



venho batendo nessa tecla há algum tempo, e essa notíca saiu ontem - http://g1.globo.com/Noticias/Musica/0,,MUL1178713-7085,00.html
....apesar da triste notícia do desaparecimento do avião da Air Bus ter tomado conta do noticiário, não posso deixar essa passar em branco....
vamos rezar por todos que estavam no avião, para que sejam conduzidos por espíritos de luz!!!





Ex-roadie diz que Jimi Hendrix foi morto pelo próprio empresário
Michael Jeffrey teria forçado guitarrista a engolir pílulas e vinho.Livro inédito traz suposta confissão do empresário.




Segundo o ex-roadie James “Tappy” Wright, a morte do guitarrista norte-americano Jimi Hendrix em setembro de 1970 por afogamento com o próprio vômito foi causada por Michael Jeffrey, empresário do músico. O jornal britânico “Mail on Sunday” diz que a revelação é feita em “Rock roadie”, livro inédito de Wright. Segundo o ex-roadie, Jeffrey estava bêbado quando confessou ter entrado no quarto de hotel onde o guitarrista dormia e ter forçado Hendrix a engolir pílulas para dormir e uma garrafa de vinho tinto. Wright conta que a confissão aconteceu em 1971, durante uma conversa com o empresário embriagado. Jeffrey disse que Hendrix “morto valia mais para ele do que vivo” – ele seria o beneficiário de um seguro de vida do músico no valor de US$2 milhões. Jeffrey acreditava que o guitarrista o trocaria por um novo empresário. Wright morreu dois anos depois da suposta revelação, em um acidente de avião. Jimi Hendrix morreu no dia 18 de setembro de 1970, em Londres. A porta de seu apartamento estava aberta, e não se sabe quem teria chamado a ambulância que encontrou o guitarrista. A necropsia do corpo indicou que ele teria tomado calmantes e teria se asfixiado com seu próprio vômito. O corpo do músico foi enviado aos EUA e enterrado no Greenwood Memiorial Park, em Renton – subúrbio da sua cidade natal, Seattle.

terça-feira, 26 de maio de 2009

Céu e Inferno


Recentemente todos os amantes do Rock clássico de Brasília ficaram de alma lavada, primeiro com a vinda do Iron Maiden, e depois dos mestres do Black Sabbath, que vieram sob o nome de "Heaven and Hell", ou seja, Céu e Inferno.
Esse nome me faz lembrar da 2º parte do livro "As Portas da Percepção", de Aldous Huxley, que inclusive inspirou Jim Morrisson a batizar sua banda de The Doors. Nessa segunda etapa, o autor afirma que o Céu e o Inferno realmente existem, e que não precisamos morrer para experimentá-los. Na verdade são estados de espírito, ou da nossa mente.
Quem já teve uma experiência de "quase-morte" sabe muito bem do que ele está falando. E as pessoas que voltam dessa experiência nunca mais são as mesmas: aprendem que essa vida tem um propósito maior, e que cada momento deve ser vivido com toda intensidade, toda hora é hora de plantar as sementes do Amor!!!

quarta-feira, 13 de maio de 2009

O Livro Tibetano



Falando em livros, tem um que estou lendo a meses e ainda não consegui terminar - não só porque tem umas 500 páginas, mas porque é muita informação, coisas que fazem pensar, tenho que digerir com calma....no "Livro Tibetano do Viver e do Morrer", o mestre Sogyal Rinpoche não só interpreta e explica o famoso "Livro Tibetano dos Mortos", mas vai além contando sua experiência pessoal com grandes mestres do Tibet e trabalhando atualmente no Ocidente.

Logo no começo, uma frase sobre a re-encarnação me chamou a atenção: "No Tibete, nunca foi suficiente levar o nome de uma encarnação; sempre foi preciso ganhar o respeito de todos através da erudição e da prática espiritual." Ou seja, nada de ficar vivendo de passado!! Não importa quem você foi, o importante é trabalhar duro agora para limpar o carma negativo e plantar as sementes de um bom carma, porque o que a gente leva daqui não são os bens materiais acumulados, e sim as ações acumuladas - pelo menos a tradução para carma é ação. Mas quem vai nos julgar? Nossa própria consciência?

Segue o que esse mestre nos diz logo no começo do livro:

"Apesar de todas as suas conquistas tecnológicas, a sociedade moderna não tem uma compreensão real da morte ou do que acontece durante ou depois dela.

Aprendi que as pessoas hoje são ensinadas a negar a morte e a crer que ela nada significa, a não ser aniquilação e perda. Isso quer dizer que a maior parte do mundo vive negando a morte ou aterrorizado por ela. Até falar da morte é considerado mórbido, e muitos acham que fazer uma simples menção a ela pode atraí-la sobre si.

Outros olham a morte de modo ingênuo, com uma jovialidade irrefletida, achando que por alguma razão desconhecida vão se sair bem ao passar por ela, não havendo motivo para preocupação. Essa é uma bela teoria até que se esteja morrendo.

Todas as grandes tradições espirituais do mundo, inclusive, é claro, o cristianismo, dizem que a morte não é o fim.
A sociedade moderna é em larga escala um deserto espiritual em que a maioria imagina que esta vida é tudo o que existe. Sem qualquer fé autêntica numa vida futura, a maioria das pessoas vive toda a sua existência destituída de um sentido supremo.

Crendo basicamente que esta vida é a única, as pessoas do mundo moderno não desenvolveram uma visão de longo prazo. Assim, nada as refreia de saquear o planeta em que vivem para atingir suas metas imediatas, e agem com um egoísmo que pode ser fatal no futuro."




domingo, 19 de abril de 2009

Aceitação e Entrega


"Quando nos rendemos àquilo que é e assim

ficamos inteiramente presentes,

o passado deixa de ter qualquer força.

A região do Ser, que tinha sido encoberta

pela mente, se abre. De repente surge uma grande paz.

E dentro dessa paz existe uma grande alegria.

E dentro dessa alegria existe amor.

E lá no fundo está o sagrado,

o incomensurável, o que não pode ser nomeado."

Eckhart Tolle

sábado, 11 de abril de 2009

Celebre a vida e também a morte!


O que acontece depois que morremos? Who Knows?

Qual a certeza que temos? A única certeza é que todos morreremos, e não precisa ser nenhum profeta do Apocalipse para prever isso....mas a gente se esquece....e se apega a coisas que não duram, coisas transitórias....e deixamos de apreciar a beleza da impermanência!! Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma!! Na música também...

A matéria tem fim, mas e o espírito? Existe espírito? Você pode provar cientificamente isso? Matematicamente? Racionalmente? Talvez não através de instrumentos físicos, mas sim a través do poder da alma - "with the Power of Soul, anything is possible!!"

Buda disse que apego = sofrimento, então quando eu morrer não quero choro nem vela, quero alto astral, um showzinho tributo, uma festa para celebrar essa última passagem, pode contar piada de humor negro que vou ser o 1° a rir!!!

Porque que a morte tem que ser encarada como mórbida, uma tragédia, se ela é inevitável e chega para todos? Segundo o "Livro Tibetano dos Mortos", ela é uma grande oportunidade de libertação do ciclo do Samsara, mas para isso temos que ter treinado a mente, treinado o desapêgo.....

Existe re-encarnação? Talvez a gente passe de ano, talvez vamos repetir o ano escolar, talvez vamos evoluir para a próxima etapa, mas uma hora a gente se forma e não precisa mais ir para escola!!

Ninguém vai mudar minhas convicções, tenho certeza das coisas que sei, sei que estou certo, acredite em mim....ou não....

"Eu prefiro ser, essa metamorfose ambulante, do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo!!!"

E viva a impermanência das coisas!!!!

sexta-feira, 3 de abril de 2009

Bando de ciganos - Hendrix lado B de Black


O suingue da Black Music + a energia do Rock!!! Quando o Red Hot Chilli Peppers apareceu para o mundo no começo dos anos 90 fazendo essa mistura, parecia algo bem moderno...e fica moderno sempre que alguém faz misturas desse tipo, como o Limp Biskit misturando Rock com Hip-hop, o Linkin Park misturando eletrônico com Rock, e outros...
Mas no Revellion de 1969 para 70, em Nova York, Hendrix gravou um CD ao vivo com um power trio black - Billy Cox no baixo e Buddy Miles na bateria - que uniu todo o "groove" e "funk" da música negra com o impacto do bom Rock n' Roll - esse é o CD Band of Gypsies!! Recomendo!!!!
Recentemente também foi lançado um documentário, disponível em DVD, com trechos dos show e depoimentos de gente como Lenny Kravitz, Slash, Vernon Reid (Living Color) e de todos os músicos que tocaram com ele, incluindo Billy e Buddy e também o Experience (Noel Redding e Mitch Mitchel). Tenho recomendado e mostrado esse trabalho para tanta gente que resolvi falar dele hoje aqui no blog.
Ouçam e não deixem de escutar com atenção uma das faixas mais marcantes da carreira dele: "Machine Gun", um protesto contra a guerra do Vietnam e todas as guerras, onde pode se escutar bombas, metralhadora, gritos e toda a dor...essa era a música de Hendrix que o Miles Davis mais gostava!!!

domingo, 22 de março de 2009

Jimi, meu amigo


Antes de mais nada, sei que sou suspeito, mas acho que todo mundo deveria ler a biografia de Hendrix lançada recentemente pela jornalista Sharon Lawrence, que foi amiga íntima de Jimi.

Primeiro, existe uma idéia generalizada de que Jimi morreu de overdose de heroína, quando ele nem usava a droga. Ele morreu sufocado no próprio vômito, estava passando mal porque tinha ingerido uma alta dose de remédios para dormir e demorou a receber atendimento médico.

Alguns acham que ele foi assassinado, assistam a http://www.youtube.com/watch?v=0WqiDBs_AtI
De qualquer forma, mataram ele direta ou indiretamente - as pressões que ele vinha sofrendo, a falta de uma estrutura familiar ou de amigos verdadeiros que pudessem dar apoio...

Muita coisa fica claro nessa biografia, a pessoa maravilhosa que ele era - um grande espírito, mas que sofreu as consequências de alcançar o estrelato - quando começa a entrar dinheiro, aí é que começam os problemas - vem os empresários sangue-suga, os advogados, e todo tipo de parasitas... até hoje as brigas judiciais envolvendo o espólio e a herança são feias!!! Tá tudo lá nesse registro maravilhoso!

Apesar de tudo, o legado que ele deixou, suas músicas, a admiração de tantos músicos....todo mundo conhece o lado selvagem de Jimi, tocando fogo nas guitarras, mas poucos conhecem o grande compositor que ele foi - aguardem em breve o CD "Hendrix acústico"!!!


quinta-feira, 19 de março de 2009

Juntos e misturados


No meu livro de 2002, citei uma lista de livros que haviam me influenciados e que me ajudaram a entender um pouco da vida, do espírito, da existência...é claro que de lá pra cá, outros livros pintaram no meio do caminho e foram muito importantes! Gostaria de citar alguns:

Um dos melhores que li nos últimos tempos e que teve um impacto muito positivo na minha vida foi "O Despertar de uma Nova Consciência", de Eckhart Tolle, autor do best seller "O Poder do Agora", que li na sequência - ambos viraram livros de cabeceira, tô sempre consultando e relendo trechos, pois aprendi através do meu estudo na música que a repetição é muito importante para formar novas conexões neurais e desfazer as antigas. Lógico que a prática é muito importante, só a teoria não basta - imagina operar com um cirurgião que acabou de sair da faculdade e só tem a teoria....

Depois desse livro, apesar de praticar Yoga há uns 8 anos, finalmente entendi o que é a meditação e tomei gosto pela prática. Olhar pra dentro, observar como funciona nossa mente, identificar as armadilhas do nosso Ego e não deixar que ele continue nos trazendo sofrimento...sempre li que o nosso maior inimigo é o Ego (ou a identificação com um falso eu), mas nunca tinha visto alguém desmascarar suas artimanhas como Eckart fez. Recomendo esse autor!

Gostaria de terminar postando trechos de um outro livro que estou lendo: "Quando o Impossível Acontece", do psiquiatra Stanislav Grof. Um dos pioneiros a trabalhar com LSD na sessões psicoterapeuticas, após a proibição da droga no final dos anos 60, Grof desenvolveu a respiração holotrópica, que também leva seus pacientes a estados alterados, onde eles conseguem resolver vários conflitos internos. Segue um trecho do livro que gostaria de terminar por hoje citando:

"Uma das características mais impressionantes do trabalho experimental profundo com estados ampliados da consciência é o efeito que tem sobre nosso modo de vida e sobre a estratégia que usamos para lidar com desafios e projetos. O modelo oferecido em sociedades tecnológicas, no que se refere a isso, é definir o objetivo que desejamos conquistar e buscá-lo com energia concentrada e determinação inabalável. Isto inclui a identificação e remoção do obstáculos que impedem nosso avanço e o combate com potenciais inimigos. A vida de um indivíduo que siga essa receita assemelha-se a uma luta de vale-tudo ou uma competição de boxe.
Nossos esforços para conquistas externas são projeções de um esforço mais profundo e fundamental para fazermos uma conexão espiritual. Não há fim para a nossa fome por conquistas externas, porque nunca temos o bastante do que, na verdade, não precisamos ou desejamos. A vida dominada pela busca de objetivos materiais parece ser um tipo semelhante a uma esteira aeróbica....esta estratégia de vida não tem sucesso, mesmo se conquistarmos as metas desejadas...
A auto-exploração responsável e sistemática pode ajudar-nos a fazer uma conexão espiritual profunda. Isto nos leva na direção do que os mestres espirituais do Tao chamam de wu wei, ou 'quietude criativa', que não é a ação envolvendo o esforço ambicioso determinado, mas fazer por ser. Isto é chamado, às vezes, de 'caminho do curso d'água', porque imita o modo como a água opera na natureza.
Em vez de nos concentrarmos em determinado objetivo pré-fixado, tentamos sentir a direção em que as coisas se movem e como podemos nos ajustar a esse movimento. Esta é a estratégia nas artes marciais e no surfe, que envolve o foco sobre o processo, em vez de no objetivo ou resultado. E acabamos conquistando mais com menos esforço. Além disso, nossas atividades não são egocêntricas, exclusivas e competitivas, mas inclusivas e sinérgicas. O resultado não nos traz apenas satisfação, mas serve também a um fim maior da comunidade."


terça-feira, 17 de março de 2009

Início


Em 2002, após minha saída da banda Natiruts, lancei meu 1° livro intitulado "Diário de Guerra e Paz", que foi escrito durante 6 meses, na minha última turnê com a banda. O início do livro foi inspirado pelos atentados de 11 de setembro de 2001. Fui acompanhando o desenrolar da guerra, sempre citando os livros sobre espiritualidade que lia ou citando alguma letra de Bob Marley ou do próprio Natiruts, na forma de um diário.

Até então a internet não era tão popular como é hoje, e muito menos os blogs. Hoje, relendo trechos do livro, vejo que ele poderia muito bem ter sido escrito como um blog, um espaço para a troca de idéias. Então hoje, um dia após meu aniversário e após receber tantas mensagens carinhosas de gente que curte meu trabalho, abro esse espaço para dar sequência à divulgação de mensagens positivas, pois independente do seu credo, nacionalidade, raça, religião, time de futebol, partido político, etc, estamos todos no mesmo barco - nosso querido planeta azul girando pelo espaço!! Paz!!